segunda-feira, 4 de abril de 2016

Há quem não acredite nessa história de Inferno Astral ou pensa ser coincidência que momentos difíceis ocorrem próximos ao aniversário. Para mim, o inferno astral é tão intenso, tão marcante que é até impossível dizer que não exista.

Bom, digamos que esse assunto é bem pessoal. Alguns passam sem percebê-lo, já que a vida é um constante mar de azar e um episódio negativo a mais ou a menos, nem faz diferença...
Para outros que não estão acostumados com tanta desgraceira, qualquer ocorrido ruim já é o holocausto!

Minha vida é um vai-e-vem de surpresas (boas e ruins). É nesse momento que sinto a presença do meu inferno astral reinando como um sol em minha vida.
É tanta coisa chata, tanta surpresa desagradável que penso ser um ímã de azar desenfreado. Eu te garanto que não é só azar que ocorre não! São mágoas, tristezas, decepções, desilusões e afins.

Pessoas que chegam para te chatear, para te colocar pra baixo. Muitos criticam nossa maneira de agir, criticam como somos ou como pensamos. E as palavras são tão fortes que precisamos nos agarrar a algo superior para não chegarmos a sucumbir à ânsia de acreditar que realmente não somos capazes.

Aquela velha desculpa de que "conselhos e críticas (todas construtivas, claro!) são para nosso crescimento" eliminou do ser humano o savoir-faire de identificar o quão tênue é a linha entre a liberdade e a sensibilidade de lidar com os sentimentos alheios.

A luta é diária. E a angústia é constante... Essa falta de apoio e excesso de palpites desnecessários que derruba nossas energias e desestrutura toda estratégia criada para vencermos um dragão a cada dia... Sinceramente cansa!

Às vezes cansa essa batalha... Às vezes penso em desistir, juro! Mas o fato é que não tenho mais tempo para desistir. Não tenho mais saída a não ser acreditar nas minhas possibilidades, acima de todas as críticas e seguir em frente. Sempre!

Muitos estão dispostos a provar minha incompetência, provar o quanto sou incapaz. São tantas pessoas que enxergam meus defeitos sem ter a capacidade de distinguir suas próprias falhas...

E vem aquele aperto no peito, o dissabor e a sensação de que não importa o quão eu me esforce, nunca estará bom o suficiente para a sociedade...

Inferno astral é isso! É um conjunto de sentimentos amargos tornando sua vida mais doce...

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Toda noite é a mesma coisa!
Deito ao seu lado e começo a sonhar
Me vem à cabeça as nossas risadas
Nossos olhares tão parecidos,
Tão loucos um pelo outro

Imagino um mundo incrível
Tão distinto, tão nosso!
Um mundo invisível a olho nu
Visto apenas pelas almas apaixonadas...

Toda vez que te vejo sorrindo
Penso como é possível você existir
E percebo que todas as coisas boas da vida 
Foram unidas pelas mãos divinas só para criar você!

Então, as divindades do amor 
Nos jogou dentro de uma casinha de sapê
Com esse louco desejo que há em nosso peito
E nos trancou lá para sermos felizes!!!
Comprei uma bicicleta...
E tão grande foi minha alegria de voltar a ter duas rodas!
Não é apenas uma bicicleta, mas a felicidade de rodar por aí, sem destino, sem preocupações.

Nossa vida é única, linda e incrivelmente espetacular.
Andar de bicicleta é sentir o vento no rosto, mesmo não tendo tanta velocidade.
Mesmo não podendo pegar estradas longas...

Se eu sinto falta da moto?
Claro que sinto!!!
Momentos incríveis com pessoas incríveis.

Minha moto...
Que saudades de viajar por aí, sem pressa pra chegar
Sem pressa pra voltar.

Mas comprei uma bicicleta!!!
E a magrela me deu alegria.
Pedalar sem pressa por aí
Viver feliz a cada dia.

terça-feira, 17 de junho de 2014

Apague a luz...
E deixe a noite nos carregar em seus braços
Quero embarcar nos sonhos mais loucos,
E te levar pelas mãos sem ter hora pra voltar.

Porque de olhos fechados, enxergo sua alma
E é nela que encontro o que buscava sem cessar
Luz, carinho, felicidade, calma
Vem! Me deixe te amar.

Silêncio noturno, o mundo dorme
E eu só quero estreitar os laços
Me aconchego mais em ti
Pra me aninhar nos seus braços

Apague a luz...
Porque só assim posso ouvir a canção
Encostada em seu peito, um som lindo e perfeito,
As batidas de seu coração!

Sigo cantando: "tum tum", diz a música
A única que me faz ninar
E não há nada mais puro, tão puro nesse mundo
Que é impossível não chorar.

Apague a luz...
Quero te amar sem medida
Sentir sua pele, cheirar seu cabelo
Te amar mais do que posso nessa vida...

domingo, 23 de fevereiro de 2014

"Era uma ferida que eu não queria que fosse aberta..."
Pensei que não sentiria mais essa dor.
Esperava não sentir mais essa dor!!!
Mas ela está aqui de novo.
Sagrando, me fazendo chorar e ter as mesmas sensações da outra vez.
 
Isso me fez lembrar o que minha amiga um dia me falou:
"Nos ensinamentos budistas diz que:
Se algo está acontecendo constantemente em sua vida,
É porque você precisa aprender alguma coisa.
Preste atenção no que a vida está querendo te mostrar!"
 
E eu tento entender...
Mas que preciso aprender com isso?
Talvez o desapego?
Talvez confiança?
Ou será que devo eliminar o egoísmo?
 
Sinceramente eu não sei.
Sei apenas que dói aqui dentro.
E as lágrimas tão doloridas, tão solitárias e infantis
Procuram amenizar o sentimento de impotência dentro de mim.
 
Imaginar a cena, aquilo que não quero ver, nem aceitar...
Sofro por antecedência.
Sou sensível assim.
Não quero passar por isso!
 
Mas vem o medo de novo.
Medo de fugir e futuramente a ferida abrir.
Medo de repetir a prova pela terceira vez.
 
Ainda tenho tempo. Vou pensar...
Preciso renascer também dessa dor.
Necessito sobreviver a esse dilúvio,
Porque decidi ser feliz!
 
E se quer me ver bem,
Não precisa saber o que se passa!
Se quer me ver sem a ferida,
Me aconchegue em seu peito e só me abraça...


segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014


Diariamente falo para meus amigos que renascemos das cinzas...
Como a fênix!
ELES NÃO ACREDITAM!

Sobreviver depois de um acontecimento marcante é renascer.
Sorrir depois de tanto chorar, é renascer.
Amar depois de tanto sofrer, é renascer!!!!!

O milagre dessa nossa vida é aprender com as dificuldades.
É evoluir com nossas falhas.
É morrer para nascer mais forte.

Vejam as sementes:
Para crescer árvore, elas morrem sementes e renascem!
Para dar frutos, o processo é delicado e exaustivo.
Mas gratificante...

Hoje sou a semente;
Hoje sou a fênix!

Estou renascendo a cada dia que nasce;
Me sinto mais viva a cada amizade que conquisto
E me encontro em cada abraço que recebo.

Hoje eu vivo, eu amo, eu supero e me redescubro.
Encontrei um mundo mágico;
Aprendi a ser feliz.
Aprendi a amar... a ser amada, aprendi a sorrir.

Mas não pense que sou forte;
O destino não manda apenas dor.
A gente só vence esse tipo de morte,
Quando conhece, de fato o que é O AMOR!


terça-feira, 21 de maio de 2013

Amor...
Amo tanto que me perco.
É um perder em sentimentos loucos
Um perder de rumo, de vista! Perder para me encontrar.
 
Creio que seja um dos sentimentos mais devastadores que o ser humano possa sentir.
Por ele somos capazes de esquecer nosso amor próprio.
Por ele reinvindicamos nossa vida para viver uma vida paralela.
 
Há quem discorde da minha opinião, mas ninguém explica essa loucura.
Amo acima de tudo. Amo tanto que me dói.
Amo por nós dois. Amo só por você, mesmo que você não me ame.
 
Mas se você me ama, se você está na mesma sintonia com meu amor,
Ah... Aí sim o mundo gira ao contrário!
O mundo gira para nós! Brilha como diamante, outros prismas.
 
O amor é incomum. E amo, e sofro
Sofro por você, choro por você, e isso não te atinge
E você zomba de mim, zomba do meu amor.
 
Eu te amo e te quero
Você me ama e me despreza
E me deixa só... E eu, desprotegida e indefesa, te vejo ir embora.
 
O amor é assim!
Nos prega peças, nos magoa, nos amadurece
Mas te amo por nós dois
 
Se você me ama, tanto quanto te amo,
Ah, meu amor... O mundo passa a ser nosso.
Apenas você e eu.

E eu vivo por você, vivo PRA você
E esse nosso amor supera o mundo!
E o mundo passa a ser você e eu

O amor é isso!
Um mal necessário,  
Uma louca alegria de mãos dadas ao sofrimento 

E por amor, eu viveria tudo isso de novo
Te amaria de novo, por nós dois,
Por mim e unicamente por você

Mas se você não me ama,
Ah, meu querido! tenho que te dizer:
É hora de amar mais a mim do que a você...

(Especialmente para duas amigas as quais não é decessário citar nomes)

sábado, 29 de dezembro de 2012

Eu sonhei!
Sonhei  tanto...
Sonhei que tinha você só pra mim.
Que o mundo era maravilhoso,
Que tudo era perfeito ao seu lado.

E vivi assim!
Sonhando dia após dia
Vivendo cada momento do meu mundo imaginário
E eu fui feliz assim

Mas acordei.
Sabia que não podia ser verdade.
Sabia que não devia sonhar
Você sempre me mostrava o que era real

Mas você...
Você estava sempre ali, sempre comigo
Você sempre foi você
E eu... sempre fui eu para você

Vivi nossos dias
Vivi nossas emoções
Sem cobranças, sem sonhos

E mesmo sem sonhar,
Você fez da minha vida um conto de fadas
E mesmo sem esperanças
Você já era A MINHA ESPERANÇA...

Sonhei, parei de sonhar
Vivi e morri por ti
Amei e deixei de amar
Para continuar amando...
Sempre...

E veio você,
E vieram suas palavras,
Seus gestos e carinhos
Seu pedido!
As lágrimas...

E o sonho,
O sonho que eu deixei de lado
Só para continuar sonhando contigo
Mas você entrou no meu mundo 
E virou realidade...

Sempre quis você pra mim
E de tanto que pedi a Deus,
Hoje... a história continua
Mas não é você que é meu!
Eu é que sou sua...

sábado, 6 de outubro de 2012

Tão estranho...
Já não me reconheço.
Sinto que estou diferente,
Mais madura, mais dura, mais insensível (ou sensível demais..)

Estou em mutação, como uma lagarta virando borboleta.
Sinto medo, tanto medo! Medo de que minhas asas não se desenvolvam
Medo de que eu não possa voar

Aqui dentro, jaz um coração que não pode sentir
Sentimentos que não podem fluir, não podem se manifestar
Ando vomitando sentimentos que me caem bem
Vivo dia após dia controlando coisas que gostaria de explodir

Minha cabeça não pensa mais
Não quero pensar. Quero viver, apenas...
Não tenho idéia do futuro
Já não sei o que me espera lá na frente

To nervosa comigo
Revoltada mesmo!
Revoltada por não me entender
Por perder as rédeas do que quero e desejo

Penso nos meus amigos
Penso no meu amor
Olho pra dentro do meu próprio eu
E custo a me reconhecer

Um ser em mutação...
Talvez uma estátua em introspecção
Imune de ter a felicidade ao meu lado

Então, me conformei com isso!
Eu aceitei viver com o que a vida me dá
E aceitei o que está reservado pra mim
Porque isso até que me faz feliz

Não tente entender!
Nem eu mesma me entendo.
A confusão que mora em mim
Faz parte do meu tormento

Se olhar em minha alma
Verás que não é só tristeza
Há um anjo que me ampara
Ele é toda paz e pura beleza

Mas te digo: para ser feliz, não seja exigente!
Busque coisas simples em meio aos tormentos
Meus amigos e meu doce querido
São minha felicidade no momento...

Então, se de repente eu chorar
Não diga nada!
Olhe nos meus olhos
Me abrace o mais forte que puder
E não me deixe nunca partir...


domingo, 3 de junho de 2012


O incrível de tudo isso é essa sintonia
Que nos transforma em um único ser
Um único desejo correndo por nossas veias

E é tão simples e tão incrível
A magia que some com o mundo
Toda vez que te abraço,
Toda vez que te beijo...

Porque não vejo nada além de nós
Não sinto nada além do teu calor
Só ouço tua voz, só vejo teus olhos
Só sinto teu hálito...

E tudo se transforma, tudo cria cor
Nesse mundo que é só nosso
Que só existe um lance doido

É química desde o começo
É fogo que não se apaga
Um vício doido que não sacia

Quem entende nossa loucura?
Quem consegue nos ver e não desejar?
Porque eu mesma não entendo
E desejo o tempo todo.
TE DESEJO o tempo todo!

E fica no ar o seu cheiro
Na minha pele, a sua marca
Dentro de mim flui a química
O veneno que se espalha

E te quero assim, desse jeito.
Porque rir com você é mais divertido
Quando um simples "FUI EU" tira o meu fôlego
Num show de risadas garantido.

Você é único!
Me faz rir, me faz chorar
Uma mistura de emoções
E eu só quero estar assim, desse jeitinho...


sexta-feira, 30 de março de 2012

Eu tive medo
Eu senti o medo em cada fibra do meu corpo
E eu vivi cada dia com essa sensação de insegurança.

Fui tão fraca!
Quis desistir, quis largar tudo,
Voltar à minha vida antiga, sem tempero
Voltar aos afazeres de uma mulher comum
Com uma vida comum, sem meu grande sonho.

E foi assim!
O monstro do meu acidente estava aqui
E me aterrorizava
E me seguia

Mas hoje...
Hoje eu TIVE que buscá-la
Hoje eu a vi. Hoje eu a toquei.

O medo... O monstro estava ali, dentro de mim.
Mas a moto...
Ela era eu. Ela era minha alma.

Eu a toquei. Eu a senti. Eu a pilotei e tudo mudou.
Havia uma ligação entre nós, tão pura, tão urgente!
Só quem ama, ama mesmo essa arte sentirá aqui, nas minhas palavras
E sentirá em cada célula de seu corpo, o que senti hoje...

Eu acelerei e meu coração também acelerou.
A dúvida... ela se foi
O medo se foi, tudo se foi.
A moto! Ela ficou.

Ficou em minha alma, pra sempre!
Não éramos mulher e máquina
Éramos um único ser...

Eu era ela. Ela era eu.
Eu a amei e ela me respeitou.
Eu a respeite e ela me amou...

E esse amor supera tudo!
Esse amor venceu o medo.
Esse amor venceu o monstro.

Esse amor...
Ninguém pode explicar
Porque é em cima de uma moto
Que tudo faz sentido...

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Às vezes tento entender como é que consigo fazer tanta presepada...
Esses dias, antes do carnaval, acabei trabalhando até tarde na empresa por causa do feriado, pois acumulou muita coisa.

O cansaço era tamanho que nem consegui voltar pra casa. Então liguei para minha amiga Jô e perguntei se podia dormir na casa dela. Permissão concedida. Então, tomei meu rumo para um bairro que eu nem sabia onde ficava. Sabia apenas que teria que ir pela Marginal Pinheiros. Pensa em uma pessoa que não sabe andar em São Paulo!!!!

Assim que entrei na Faria Lima, me vi obrigada a pedir informação sobre como chegar até a tal Marginal Pinheiros. Encostei o mais próximo possível de um rapaz com uma V-Strom e abordei com a tal pergunta: Por favor... Poderia me informar como chego na Marginal Pinheiros?

Bom... é óbvio que o rapaz pensou que eu era burra! Afinal, quem em pleno século 21 não sabe onde fica a conhecida Marginal Pinheiros em São Paulo? Detalhe: estávamos quase na entrada da Marginal!
Ah... mas eu relevei o pensamento do rapaz. Afinal, isso me rendeu uma boa amizade!

Enfim! Cheguei na casa da minha amiga. Estava cansada, com sono e implorando para dormir. Ela me recebeu com muito carinho e atenção. Me indicou onde era o toilette e lá fui eu me aventurar ao banho tão esperado.

Eu estava tão cansada, mas tão cansada, que não raciocinava mais. Procurei o sabonete e não encontrava. Percebi que minha amiga chique só tomava banho com sabonete líquido, então, peguei a esponja corporal e comecei a procurar o bendito sabonete líquido no meio de uns vinte frascos de shampoos e condicionadores.

Li de relance em um frasco, o nome mais desejado: SABONETE LÍQUIDO. Nem terminei de ler e sem pensar duas vezes, enchi a esponja com o produto e comecei a me banhar com a urgência de quem necessita dormir o quanto antes. Esfreguei bem o rosto para tirar toda a maquiagem e para minha surpresa... meu rosto e todo o corpo estavam ardendo!

No susto, lavei o rosto com água quente e a ardência aumentou! Tentava abrir os olhos, mas parecia que eu tinha enchido os olhos de Vick Vaporub!
Meu Deus! O que estava acontecendo????
Quanto mais eu lavava, mais meu rosto ardia, meio que congelado, meio que sei-la-o-que...

Estava com o coração acelerado, quase infartando, com os olhos lacrimejando tanto que era impossível deixá-los abertos! E em um momento de desespero, peguei o bendito frasco do suposto "sabonete líquido" pra ver se eu era alérgica a algum produto e heis que me deparo com minha primeira gafe do ano!

No frasco do produto, realmente estava escrito SABONETE LÍQUIDO...
Era um sabonete com cânfora, hortelã e algumas outras ervas que refrescam a pele.

Mas eu não tinha terminado de ler a frase que se seguia:
SABONETE LÍQUIDO ÍNTIMO...
Enfim...
Sem comentários!

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Bom, todos sabem que sou apaixonada pela Shakira!
Hoje é aniversário dessa beldade e em homenagem a ela, deixo esse post bem interessante que surgiu de uma conversa com meu grande amigo Espartano...

Recebi um e-mail do Espartano dizendo o seguinte:
"Aliás, sua amiga Shakira completa 35 anos hoje! Não se esqueça de ligar e mandar os parabéns!!!"

E em contrapartida, enviei minha resposta:


"Já liguei pra minha amiga! Dei os parabéns e enviei um candelabro de ouro pra ela realizar o próximo clip de musica com dança do ventre! Ela disse que também está se sentindo velha. Vê se pode!!! Até disse pra mim que está: RABIOSA... RABIOSA...

Mas eu respondi: LOCA!! LOCA!!!! (Claro! Porque só pode tá louca em se achar velha com aquele corpão!). Eu até perguntei: Onde vc está que não a vejo mais?? E ela me falou: ESTOY AQUÍ QIERÉNDOTE AHOGÁNDOME ENTRE FOTOS Y CUADERNOS ENTRE COSAS Y RECUERDOS QUE NO PUEDO COMPRENDER...

Olha que fofa... Tava com saudades de mim!!! Mas eu falei: não precisava viver en LA TORTURA porque sempre PIENSO EN TI Bom, ela não se convenceu e disse: NO! Ou seja, queria mesmo minha presença porque sem mim parecia que tinha MOSCAS EN LA CASA e complementou: NECESITO DE TI

Fiquei de coração partido porque não sabia que minha amizade era tão importante pra ela, então prometi que iria visitá-la nesse sábado! Ela até me perguntou que horas eu chegaria, então eu confirmei: ANTES DE LAS SEIS

Não pensei que ela ficaria tão feliz com minha visita! Disse toda feliz que sábado seria um DÍA ESPECIAL. Perguntei onde ela me buscaria. Então ela disse assim: TE ESPERO SENTADA EN LA ESQUINA DE SIEMPRE... Bom... agradeci e finalizei: READY FOR THE GOOD TIMES"

Shakira, minha amiga querida... FELIZ ANIVERSÁRIO!!!! Sábado estaremos por aí...

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

UMA CONVERSA NORMAL EM UM DIA DE TRABALHO...

Menina1: enfim...então são... 4 pernis...pernils...perniles....sei lá, 1 x-bacon. Linda, oq vc vai querer?
Menina2: um carro. Não! Uma moto.
Menino1: eu acho que é pernizes
Menino2: Mas de onde vcs pedem esses lanches?
Menina2: Mirage 250
Menina1: mas vc já tem
Menina2: Eu não tenho uma 250
Menina2: Tenho uma 150
Menino3: pernius
Menina3: da padaria
Menina4: e eu quero 50 milhões na minha conta!
Menina4: ahauhaua
Menina3: vamos encomendar e buscar lá
Menina1: moto da padaria?
Menina1: q??????
Menino2: Ainda bem que não responderam que era na farmácia!

Menino2: Hahhaha
Menina1: buscar d moto?
Menina1: farmácia?
Menina4: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Menina1: ai, jesus....
Menina1: q???????? hahah
Menino4: quem vai entregar vai ser o peru da sadia
Menino3: quem, a menina2?
Menina4: HAUHAUAAUAAUAAUAHAUAAUAHAUAHAU
Menina1: ok...
Menino3: ela com aquele capacete é o peru da sadia perfeito
Menina4: A menina2 É O PERU DA SADIA? oO
Menina2: Sou a perua, gente! sou fêmea
Menina1: mas o peru vem d moto?
Menina2: Buscar lanche de pernis na farmácia de moto? Que historia doida
Menino3: sim, peru vem de moto. vc já viu peru voar?

Menina2: HAHAHAHAHAAHAHAHAH
Menina4: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Menino4: o peru entrega pra não ser morto no Natal
Menina1: morto de moto?
Menino4: vcs não conhecem essa história infantil?
Menina1: do peru q entregava d moto para não morrer d moto no natal?
Menina4: mas o peru não vem com as renas do papai noel?
Menino4: isso!
Menino3: cara, essas renas... tão topando qualquer coisa...
Menina1: mas gente, não tem lanche de renas
Menino3: não era de pernil?
Menina1: da pra comer rena?
Menina1: pernil d rena?
Menino4: taí, rena eu nunca comi, será que é bom?
Menino3: óia. não tinha pensado nisso
Menina3: se a rena vier com bacon tá ótimo!

Menino3: fechado. sanduba de pernil de rena pra mim.
Menina1: mas não tinha uma rixa entre renas e porcos?
Menino3: Isso é entre eles, o nosso papel é comê-los
Menina2: Então, a Rena que virou peru pra não ser comida de moto no natal e vem da farmácia com o lanche do papai noel que conta historias infantis.... Tá certo isso?
Menina1: boa conclusão! ahahahahahah
Menino3: é que nem com os pombos. tem uma acordo entre humanos e pombos: a gente chega perto com o carro e eles voam. se eles não cumprirem a parte deles, problema deles.
Menina1: hahahahahahahahaha
Menina1: mas a maioria não cumpre. pombo em sp é td kamikase
Menino4: tb nunca comi pombo
Menina1: eu só comi codorna
Menino3: acho que eles querem mudar o acordo.
Menino4: pode ser metade pombo, metade rena?
Menino3: não. só rena.
Menino4: só pra variar

Menino4: um sanduiche de mico leao dourado
Menina1: são duas espécies diferentes
Menino3: golfinho!
Menina1: renas sao mamíferos e pombos são aves
Menina1: Flip?
Menino4: golfinho já comi
Menino3: é bom?
Menino4: vem na lata de atum
Menina2: Ai gente... só espero que ninguém me faça de peru pra puxar a moto do papai noel que estará cheia de lanches de pombos porque não quero ser a responsável por acabar com as histórias infantis das renas!!!
Menina1: faz sentido
Menino4: diz que é atum, mas tem golfinho
Menina1: hahahahahaha
Menino3: hmmmm. é bem bom
Menino3: eu gosto de atum em lata

Menino4: caraca é verdade, fizeram um teste nas latas de atum
Menino4: o que menos tinha era atum
Menina2: Tinha mais rena, né? Essas renas são tão intrometidas...
Menino4: entao, ATCHUNG baby
Menina1: confundir rena com atum é foda. essas meninas beberam o que?
Menina2: é nada! Hoje em dia confundem funk com música e talz!
Menina1: ok, gente!!!!!!!!! vamos fechar esse pedido logo ou não???
Menino4: não!!!!!!
Menina2: rsrsrsrsr
Menina2: Então, não sei o que tem lá! Como vou pedir?
Menina1: fia, entra no site
Menino3: tem de pernil? se tiver, quero de pernil
Menina4: tem de pernil, rena com atum e salada, papai noel destroçado, pomba kamikaze com ketchup
Menina1: hahaha
Menino4: eu sugiro todo mundo ir pra padaria tomar um porre

Menina1: o último eu passo, o penúltimo não quero pq canibalismo é crime
Menina1: hahahahah
Menino3: pomba eu faço indo pra casa. não precisa
Menina1: mas vamos decidir o almoço, caspita
Menino4: hahaha
Menina1: então vamos lá: o menino1 quer: pernil, menina2 quer: pernil, menino3 quer: pernil, menino2 quer: pernil e menina4 quer: x-bancon. E o restante do povo?
Menina2: Que povo? A Rena, o Peru e as pombas?
Menino4: Polvo?
Menina4: quero de BACON e não BANCON..ahauhauahauahauahauha
Menina1: hahahahahaa
Menina1: desculpa ae
Menina4: desculpada! ahuaha
Menino4: eu tb nunca comi bancon
Menina1: eu ja comi
Menina2: Acho que vou pedir um Beirute, mas só gosto de beirute do Habibs! E agora?
Menina1: anyway....sinta-se à vontade. peça oq quiser....MAS PEDE LOGO! hahhahaha

Menina4: então, pede pra rena ir buscar de moto
Menina2: Ô menina4... tá me chamando de rena? Ou tá querendo que a rena pegue minha moto emprestada?
Menino4: eita...
Menina4: a rena pode pegar sua moto emprestada e já pegar o beirute e os lanches assim ngm sai nesse bafo do inferno que tá la fora
Menina1: melhor ir buscar. a taxa deles é d 10 reais. eu vou, sin problemas
Menina4: porra, 10 reais pra dar 10 passos até aqui?
Menina1: yep!
Menina1: hahahahaha
Menina4:: piso na Faria Lima e já me sinto sem calças
Menino3: ah, eu vou com vc.
Menina1: o uno due dá mais passos e cobra 2 reais
Menina4: HAUHAUAHAUAHAUAHA
Menino3: essa entrega é muito cara
Menina2: ah menina1, mas vc vai com minha moto?
Menina5: hahahahahahah
Menina1: valeu mas não! haha
Menina2: Eu vou cobrar 10,00 pela taxa
Menina1: NEM PHODENDO. hahahahaha

Menina2: rsrsrsrsrs Anota o meu aí: XIZ BEICON SEM SALADA
Menina1: |-( ehhh menina2, eu vou dar em vc ahahahahaha
Menino2: Eu quero um X bacon e um Churrasco da Casa, tudo sem salada
Menina2: Churrasco da casa? Mas vai ter que por fogo em tudo?
Menina4: NÃO MENINA2! O CHURRASCO É NA SUA CASA! (: vamos todos pra lá
Menina2: na minha casa? E eu sou a ultima a saber?
Menina5: A menina2 tá engraçadinha hoje heim
Menina5: comeu palhacitos foi ?
Menina2: hahahaha
Menina2: Não, mas vou comer!!!
Menina1: hahahahaha
Menina4: só to pensando na minha melissa q eu reservei e tenho q ir buscar aidna hj
Menina2: melissa? É de comer também?
Menina5: não, mas tem cheirinho de tutti frut
Menina4: é, tem gosto de tutti fruti!
Menina2: HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

Menina1: tá td mundo meio retardado hj
Menina5: hahahahahah
Menina2: Olha, vou pedir pro técnico dar uma olhada na máquina de café e de água. Com certeza colocaram alguma coisa lá dentro!
Menina5:: ahahahahahahahahahah
Menina4: certeza que foi uns baguiu junto com seu smart caps
Menina2: Meu smart caps tava batizado!
Menina1: para d falar menina2 hahahaha
Menina4 Ooooooooooooooorra não deixava
Menina2: mas eu não estou falando!!!! só não vou te responder porque tenho amor à vida! Sei muito bem meu lugar! Hahahahahha E hoje preciso estar inteira!
Menina5: Precisa néeee ??? Tõoo sabendooo
Menina1: desculpa a animação ae hahahahaha foi intencional
Menino4: eu tb nunca comi palhacitos
Menina2: menino4, não coma palhacitos! É vício! Vcs viram como fiquei na confraternização, né
Menina5: hahahaha vai ficar tonto igual a menina2
Menino4: mas alguem aí sabe o que é roll out??????

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Dá água na boca...
Pensar em você provoca emoções
Descarga de adrenalina, parada respiratória...

Química insuportável
Reage nesses corpos
Tanta fome, tanta gula
De um querer perverso e insensato

Basta te sentir!
Basta exalar seu cheiro, seu hálito...
E tudo desmorona
Tudo em mim se dilui
Suculento e desnudo...

E me perco em você
E me acho em você
E me torno você, feroz, faminto
E insuportavelmente louco

Indescritível loucura
Desejo insuportável , já não cabe nesse mundo
Sensação suculenta, gula desvairada
Marcas na pele, delírio profundo

Molha minha boca...
Na quentura da alma
Fogo extremo que aquece, que ferve...
Sangue a borbulhar, pele que queima

Tudo delicioso num paladar tão aguçado
É mel que escorre no canto dos lábios
É saliva e suor
Desejo e fúria...
A pressa nos acomete!

Perversidade dessa ingênua e delicada forma de nos querer
O encantamento que geme baixinho em nossos ouvidos
Tudo vira canto, tudo se transforma em música
E nossas estruturas corporais dançam
Um bailar sem cansaço

No excessivo das sensações aflitivas
O impulso das vontades mais sacanas
Desnudamos nossas necessidades imponentes
A fim de ultrapassar os limites

Suculenta, saborosa,
Língua que sabe o ritmo da música
Lábios que alcançam sua alienação
E desliza frases robustas
E pede aquilo que tanto deseja

Me faça...
Me desfaça e me recomece
Se lance em mim
Se funde em mim
E nunca mais me deixe sair desse paraíso...

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Enfim... a solidão!
Não pense que é ruim esse vazio no peito
Ele serve simples e unicamente para me amadurecer

Não pense que está me castigando com esse silêncio
É assim que consigo ouvir a voz do meu coração
E assim vou escolher o caminho certo para felicidade

A euforia, às vezes ofusca nossa razão, confunde os sentimentos
E acreditamos que é real. Que tudo é real...
O coração palpita e não quer ouvir conselhos
Mesmo sabendo que esse castelo pode desmoronar

Pessoas chegarão e partirão de nossas vidas
Unicamente com a missão de nos ensinar algo novo
Cabe a nós guardar o que nos é importante
E descartar o que não nos serve...

Acredite:
Muitos amigos estão chegando e outros, partindo!
Não quero que se vão, mas eu os deixo ir
A solidão em meio a tanta gente me é útil...

Não!!! Eu não estou triste!
Dos males, o menor!
O importante é viver a vida de forma que tudo valha a pena.

Porque o tempo passa rápido
A felicidade não pode esperar
NÓS não podemos esperar

Buscar o que me faz feliz
Entender o que me faz feliz
Viver o que me faz feliz
Mesmo na solidão ou com a multidão

E seja como for,
Não aceito a tristeza porque felicidade é minha prioridade
E se eu não tiver motivos pra ser feliz, com certeza inventarei alguns!

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Às vezes sou incompreendida...
Minhas palavras se distorcem aos ouvidos alheios
Ficam obscuras, me traem. Se transformam em ofensas quando deveriam ser sutis

Falo a verdade. Falo o que é. Não existe meias palavras. São todas inteiras
Não há o que esconder. Livro aberto! Transparência!
O que mais te falta?

Já rasguei minh'alma, escancarei meu coração
Aceitei o desafio, relevei tantos deslizes...
Nunca é suficiente?

A felicidade concede tão pouco tempo para apreciá-la
Tão pouco diante do muito que tenho para sentir
Não me resta tempo para desavenças!

Mas o que me consome mesmo é essa insegurança alheia
Essa dor que quer atrapalhar meu caminho
Porque às vezes penso que sou imune à felicidade...

Me entenda!
A vida é curta demais pra se perder tempo com isso!
Confia em mim. Me dê a mão e não tenha medo de ser feliz...

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Arrumando a gaveta...
Há dois meses minha vida estava uma bagunça. Eu até tentava colocar as coisas em ordem, mas estava impossível de conseguir. Minha vida pessoal, profissional, emocional e tudo que termina em "al" estava desordenado.

Lembro que abri a gaveta da mesa do escritório e não me conformei com a bagunça de papéis, documentos, objetos, lixo e afins. Senti que minha vida estava daquele mesmo jeito: tudo uma zona. Queria arrumar aquela gaveta. Queria arrumar a minha vida, mas não estava tendo tempo.

Aquela gaveta me incomodava. Minha vida me incomodava. Tudo estava fora de ordem. Nada se entendia. Nada se encontrava. Eu não me encontrava...

Um dia cansei da desordem (da minha vida e da gaveta) e parei tudo o que estava fazendo, tomei uma decisão, puxei a gaveta, joguei tudo em cima da mesa e... mãos à obra!

Encontrei muita coisa inútil, muita coisa boa, muita coisa reaproveitável e muita coisa sem sentido. Vi que igual a gaveta, a minha vida seguia seu rumo. Separei os documentos importantes, os lixos, os materiais que serviriam em outra ocasião e joguei fora tudo aquilo que estava me atrapalhando. A gaveta ficou quase vazia, porém, arrumada.

E foi assim que vi minha vida voltar ao normal. Joguei fora as lembranças ruins, guardei as informações que serviriam em outra ocasião. Separei as boas lembranças e deixei um bom espaço vago para as coisas boas que irão chegar.

Não dá pra adiar quando precisamos colocar as coisas em ordem. É preciso descartar algumas coisas, empilhar outras e tirar o pó de tudo que há em nosso caminho. Arrumar a gaveta da nossa vida é, definitivamente necessário...

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Meu grito...
Grito o desespero da indescritível dor em mim.
Um grito sofrido que se prendeu na garganta. Explode aqui dentro com frênesi de loucura e desalento.
Travo as mãos em meu rosto... Censuro meus lábios a externar tanto sofrimento. Engulo como veneno esse turbilhão de sentimentos que se expõe em minha vida como ferida aberta que não quer cicatrizar.
Ouço esse grito em cada canto de minha alma vazia. Os ecos da solidão multiplicam o choro torturante de um grito maldito.
Grito alto dentro de mim. Ninguém me ouve... Todos me ouvem... Ninguém me salva do que restou de mim. Sou um trapo de alma que se arrasta no vazio onde existia um conto de fadas.
Sou um nada diante do tudo que eu era. Não há sorriso, não há alegria, não há páginas para continuar a história. Não há final feliz.
Há um grito dentro de mim...
Ouça! Esse grito que ecoa, maltrata e sangra.
Sinta! Esse corpo que treme, sacode de tristeza, chora sem pudor.
Meu grito se perdeu no labirinto do sofrimento. Não tem volta, não tem fim.
Aqui jaz o que sobrou de um coração cheio de sonhos.
Aqui jaz o mausoléu do que ainda sobrou de mim...

domingo, 14 de agosto de 2011

Sozinha na Floresta...
Esse coração maldito, cheio de sentimentos invadindo minha alma tem abalado as estruturas de uma vida gris.
E essa necessidade de gritar, de correr sem destino, de sair de órbita...
Meus sentimentos não me abandonam.... Minha dor não se dispersa.
Me vejo na mesma floresta, perdida, confusa, sem nada... Sem ninguém...

Essa Floresta me engole... a floresta me machuca.
Só vejo a lua. Não vejo mais nada.
As folhas secas choram no chão úmido.
Os galhos tristes gritam ao sabor do vento
E esse meu peito, doentio e malogrado não resiste às tempestades desse momento!

E vejo flores secas, vejo plantas, vejo a solidão dessa floresta.
Vejo tudo, vejo nada, sem direção, sem proteção.
A noite não dorme. O dia não nasce. Estou sozinha... novamente.

Essa floresta...
Meu peito aperta. Lágrimas teimosas, choro insistente...
Estou sozinha... novamente.

A lua me acompanha. Assiste de longe essa agonia
Agonia dessa alma sem sentido.
Não ouço nada, não ouço uivo, não ouço rosnado...

Estou sozinha, coração malogrado
O mundo parou. Não há companhia, não há proteção
Só choro, só dor....
O docinho acabou...